terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Não se pode ter tudo ao mesmo tempo

Não se pode ter tudo ao mesmo tempo

Ou se tem chuva e não se tem sol
ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,
ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,
quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa estar
ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,
ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo, ou isto ou aquilo...
e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinque, não sei se estudo,
se saio correndo ou fico tranquilo.

Mas não consegui entender ainda
qual é melhor: se é isto ou aquilo.


Cecília Meireles
In: http://avenidadasaluquia34.blogspot.com

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Feliz Natal



Os Orgãos Sociais da Casa do Povo de Luz de Tavira, desejam a todos um Feliz Natal e próspero 2010.

sábado, 5 de dezembro de 2009

domingo, 29 de novembro de 2009

Rita Sobral na Luz de Tavira

Rita Sobral - BIOGRAFIA
É Já no próximo dia 7 de Dezembro que a escritora Rita Sobral apresentará o seu novo livro na Casa do Povo de Luz de Tavira.
Não perca!...., peça um autógrafo e registe o momento.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Rita Sobral na Casa do Povo de Luz de Tavira

Rita Sobral - CARTAZ

Biografia
Rita Sobral nasceu em Moçambique em 1972 tendo regressado a Portugal, terra natal dos pais, dois anos mais tarde. Vive a grande parte da sua vida em Lisboa, onde se licencia em Engenharia Agronómica pela Universidade Técnica de Lisboa em 1998.
O gosto pelas letras aliado a uma criatividade fora do comum cedo se destacam despertando a atenção do conceituado Escritor José Jorge Letria que, após analisar o seu trabalho a convida a participar num programa televisivo “ clube de leitura”, dando-lhe então, aos 11 anos de idade, a consciência da sua aptidão para a escrita.
No entanto, serão os seus filhos que, anos mais tarde, a incentivam a tirar os ”rascunhos” da gaveta e a fazem aceitar o desafio de colocar as palavras ao dispor da imaginação.
“Conversas do Céu e da Terra” é lançado em 2008 e com ele um estilo inovador da arte de contar histórias, “ Histórias com Vida”, como a autora as designa, alia o conto da história à sua ilustração em tempo real, cativando o público infantil para a leitura, transportando-o para o mundo fantástico do “ faz de conta”.
Este projecto percorre as escolas algarvias na sequência da promoção do livro da autora, actualmente a viver no Algarve, e obtêm os maiores aplausos da crítica. É também na sequência deste percurso que a escritora descobre e dá a conhecer novos talentos, principalmente na área da ilustração, convidando e incentivando-os a revelarem as suas capacidades artísticas.
A sua capacidade de adaptação literária é fantástica, sendo constantemente convidada a escrever desde artigos científicos relacionados com a sua formação académica a argumentos para peças infantis, dos quais se destaca “ A Quinta dos Segredos”, representada no Teatro das Figuras em Faro, em Junho de 2008.
Rita Sobral destaca-se no mundo literário tanto pela sua criatividade infindável, como também, e principalmente, pela sua persistência em levar o gosto pela leitura a uma geração cada vez menos motivada para as letras e, citando a autora “ uma geração que, tendo toda a informação disponível à distancia de um clique, dificilmente compreende a magia de folhear um livro e com ele, mais do que aprender, viajar até onde a imaginação os levar!”.
Agora apresenta o seu novo livro “O Doutor Megalhães”, onde a autora satiriza a chegada às escolas o novo instrumento pedagógico, o computador Magalhães.
É também na sequência deste percurso que a escritora descobre e dá a conhecer novos talentos, principalmente na área da ilustração, convidando a sua ilustradora Cátia Viegas que em tempo real, ilustra a história incentivando as crianças a revelarem as suas capacidades artísticas.

Bibliografia:
• A menina gotinha de água
• A menina das galochas
• Planeta azul
• Conversas do Céu e da Terra

Dia 7 de Dezembro de 2009, Rita Sobral apresenta o seu novo Livro, “O Doutor Megalhães”, na Casa do Povo de Luz de Tavira, (9.30 e 11.00h).

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

E, finalmente, lá saiu a Edição nº 1 da Gazeta do Povo.

Convite

Dia da Alimentação



Para além dos nossos utentes, tivemos a participação dos alunos da Escola do 1º Ciclo da Luz de Tavira.


Foi uma manhã muito animada, a do dia 16 de Outubro.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Assembleia Geral

23 de Novembro de 2009 - Assembleia Geral

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Passeio Sénior




Piquenique na Fonte Férrea em S. Bras de Alportel( Dia 30 de Setembro)

Para esta actividade, agradecemos a colaboração do Rancho Fólclorico da Luz pela cedencia de uma carrinha de 9 lugares por forma a garantirmos o transporte de todos os nossos utentes de Centro de Dia.

1 de Outubro, Dia do Idoso





No dia do Idoso, os nossos utentes partilharam a alegria e boa disposição com os seus amigos de Santo Estevão.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Contenção da Gripe A



O novo vírus da Gripe A-H1N1, que apareceu recentemente, é um novo subtipo de vírus que afecta os seres humanos. Este novo subtipo contém genes das variantes humana, aviaria e suína do vírus da Gripe e apresenta uma combinação nunca antes observada em todo o Mundo. Em contraste com o vírus típico da gripe suína, este novo vírus da Gripe A-H1N1 é transmissível entre os seres humanos.
O modo de transmissão do novo vírus da Gripe A-H1N1 é idêntico ao da Gripe Sazonal. O vírus transmite-se de pessoa para pessoa através de gotículas libertadas quando uma pessoa fala, tosse ou espirra. Os contactos mais próximos (a menos de 1 metro) com uma pessoa infectada podem representar, por isso, uma situação de risco. O contágio pode também verificar-se indirectamente quando há contacto com gotículas ou outras secreções do nariz e da garganta de uma pessoa infectada - por exemplo, através do contacto com maçanetas das portas, superfícies de utilização pública, etc. Os estudos demonstram que o vírus da gripe pode sobreviver durante várias horas nas superfícies e, por isso, é importante mantê-las limpas, utilizando os produtos domésticos habituais de limpeza e desinfecção.

domingo, 23 de agosto de 2009

Alimentação na terceira idade

Paula Veloso (nutricionista)| 2009-08-19

"A terceira idade é uma etapa da vida de um indivíduo. A época em que uma pessoa é considerada na fase da terceira idade varia conforme a cultura e desenvolvimento da sociedade em que vive. Em países classificados como em desenvolvimento, por exemplo, alguém é considerado de terceira idade a partir dos 60 anos. Para a geriatria, somente após alcançar 75 anos a pessoa é considerada de terceira idade.
Com a chegada da terceira idade, alguns problemas de saúde passam a ser mais frequentes, e outros, incomuns nas fases de vida anteriores, começam a aparecer.
Não existe um consenso com relação a fronteira que limita a fase pré e pós velhice, nem tão pouco, quais são os indícios mais comuns da chegada nesta fase. "
in Wikipédia

Independentemente da idade, para se ter saúde é necessário comer correctamente toda a vida. A relação entre uma boa alimentação e uma boa saúde não se confina apenas à gravidez e ao primeiro ano de vida da criança. Nas fases mais avançadas da vida, apesar de não ser necessário comer muito, deve comer-se muito bem, ou seja, privilegiar-se o valor nutritivo dos alimentos.

Devido a várias condicionantes da vida, um dos factores que mais se altera com a idade é a nutrição, o que torna os idosos um grupo vulnerável a muitos problemas de saúde resultantes de dietas pobres ou inadequadas, que exige a atenção de profissionais de saúde e cuidadores.

Muitos idosos não se alimentam cuidadosamente devido a várias causas:
- alterações físicas e metabólicas;
- solidão;
- depressão - consequência das próprias alterações físicas, do isolamento social, de problemas financeiros, etc.;
- dificuldade em deslocar-se devido a diminuição da visão ou problemas osteoarticulares;
- incapacidade de cozinhar;
- dificuldades económicas;
- falta de apetite que pode advir da solidão, da diminuição do olfacto ou do paladar ou mesmo da alteração do sabor dos alimentos devido a certos medicamentos;
- problemas digestivos, como obstipação, azia ou flatulência;
- problemas dentais e orais que surgem pela falta de dentes, cáries ou próteses desajustadas ou pela secura da boca e garganta devidas ao envelhecimento, a falta de água ou a certos medicamentos;
- interacção de medicamentos.

Como consequências mais comuns podem surgir:
- fadiga crónica;
- osteoporose;
- depressão;
- enfraquecimento do sistema imunitário;
- aumento do período de convalescença;
- aumento de custos e incidência da institucionalização;
- deficiente qualidade de vida.

Para minimizar os riscos de uma má nutrição e, consequentemente, de uma saúde deficiente, aqui ficam algumas sugestões que poderão ser adaptadas no dia-a-dia:
- cortar os alimentos em bocados muito pequenos;
- dar mais tempo para a refeição;
- cozinhar legumes, vegetais e frutos;
- consultar dentista, trocar prótese;
- consumir gordura em pequenas quantidades (para evitar anti-ácidos que provocam obstipação);
- comer uma pastilha elástica sem açúcar antes da refeição para estimular a secreção de saliva;
- fazer várias mini-refeições ao longo do dia;
- usar mais ervas aromáticas e especiarias;
- preferir pão escuro e cereais pouco refinados;
- consumir frutos, vegetais e outros alimentos nas quantidades sugeridas pela pirâmide alimentar;
- evitar deitar-se imediatamente a seguir à refeição ou adoptar uma posição com 30º de inclinação;
- praticar exercício físico regularmente como dançar ou caminhar;
- beber oito copos de água durante o dia e a acompanhar a refeição (muito importante).

Apesar de haver uma natural diminuição do metabolismo devido à diminuição da actividade celular, uma diminuição da actividade física e uma consequente diminuição das necessidades calóricas, a verdade é que as necessidades nutricionais nem sempre são satisfeitas. E começam a surgir problemas que vulgarmente se atribuem à idade mas que, em muitos casos, resultam apenas de uma nutrição deficiente.

Nunca nos devemos esquecer de que da qualidade da nossa alimentação depende a nossa qualidade de vida. Por isso, uma boa alimentação não tem idade!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Mãezinha

A terra de meu pai era pequena
e os transportes difíceis.
Não havia comboios, nem automóveis, nem aviões, nem mísseis.
Corria branda a noite e a vida era serena.

Segundo informação, concreta e exacta,
dos boletins oficiais,
viviam lá na terra, a essa data,
3023 mulheres, das quais
45 por cento eram de tenra idade,
chamando tenra idade
à que vai do berço até à puberdade.

28 por cento das restantes
eram senhoras, daquelas senhoras que só havia dantes.
Umas, viúvas, que nunca mais (oh! nunca mais!) tinham sequer sorrido
desde o dia da morte do extremoso marido;
outras, senhoras casadas, mães de filhos…
(De resto, as senhoras casadas,
pelas suas próprias condições,
não têm que ser consideradas
nestas considerações.)

Das outras, 10 por cento,
eram meninas casadoiras, seriíssimas, discretas,
mas que por temperamento,
ou por outras razões mais ou menos secretas,
não se inclinavam para o casamento.

Além destas meninas
havia, salvo erro, 32,
que à meiga luz das horas vespertinas
se punham a bordar por detrás das cortinas
espreitando, de revés, quem passava nas ruas.

Dessas havia 9 que moravam
em prédios baixos como então havia,
um aqui, outro além, mas que todos ficavam
no troço habitual que o meu pai percorria,
tranquilamente no macio sossego, às horas em
que entrava e saía do emprego.

Dessas 9 excelentes raparigas
uma fugiu com o criado da lavoura;
5 morreram novas, de bexigas;
outra, que veio a ser grande senhora,
teve as suas fraquezas mas casou-se
e foi condessa por real mercê;
outra suicidou-se
não se sabe porquê.

A que sobeja
chama-se Rosinha.
Foi essa que o meu pai levou à igreja.
Foi a minha mãezinha.

António Gedeão

terça-feira, 21 de julho de 2009

Mal de Alzheimer

O Mal de Alzheimer, ou Doença de Alzheimer ou simplesmente Alzheimer é a forma mais comum de demência. Esta doença degenerativa, até o momento incurável e terminal foi descrita pela primeira vez em 1906 pelo psiquiatra alemão Alois Alzheimer, de quem herdou o nome. Esta doença afecta geralmente pessoas acima dos 65 anos,[1] embora o seu diagnóstico seja possível também em pessoas mais novas do que esta idade.

Em 2006 o número de portadores de Alzheimer diagnosticados era cerca de 26.6 milhões de pessoas no mundo inteiro.

Cada paciente de alzheimer sofre a doença de forma única mas existem pontos em comum, por exemplo o sintoma primário mais comum é a perda de memória. Muitas vezes os primeiros sintomas são confundidos com problemas de idade ou de stress. Quando é suspeitado Alzheimer o paciente é submetido a uma série de testes cognitivos. Com o avançar da doença vão aparecendo novos sintomas como confusão, irritabilidade e agressividade, alterações de humor, falhas na linguagem, perda de memória a longo prazo e o paciente começa a desligar-se da realidade. As suas funções motoras começam a perder-se e o paciente acaba por morrer. Antes de se tornar totalmente aparente o alzheimer vai-se desenvolvendo por um período indeterminado de tempo e pode manter-se invisível durante anos. Menos de três por cento dos diagnosticados vivem mais de 40 anos depois do diagnóstico.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Donativos

A Turma A do 6º Ano da Escola EB, 2/3 de Moncarapacho, resolveu organizar um Cabaz de géneros alimentares e oferecer a uma instituição de solidariedade à semelhaça do que já havia feito com a recolha de brinquedos e os ofereceu à Instituição "As Luzinhas", em Olhão.
Desta vez a mesma Turma seleccionou uma Instituição de Apoio a Idosos na Luz de Tavira, para fazer o seu donativo.
A Direcção da Instituição agradece o gesto de boa vontade destas crianças, as quais prometem construir um futuro melhor.

sábado, 20 de junho de 2009

20 de Junho, "Dia Mundial do Refugiado"





"Assinala-se neste Sábado, 20 de Junho, o «Dia Mundial do Refugiado», efeméride amplitude universal e de enorme significado e que tem uma relação directa com os «Direitos do Homem» e a desejada Liberdade, que é a base de uma autêntica democracia.

Muitos portugueses, designadamente no período da Ditadura, conheceram esta amarga e dura realidade, de ser refugiado, em terra estranha, mas que os acolheu generosamente, não raro, como hoje acontece, com muitos estrangeiros, no nosso País.

Tal, como na saga da Emigração, de que esta situação de refugiado é, indubitavelmente uma referência, tem Portugal a dupla experiência de haver feito filhos seus, procurarem terra alheia para viver, como sempre pelo facto de serem oposicionistas à repressão e à coacção das liberdades fundamentais e por outro lado, de modo exponencial significativo no pós – 25 de Abril, de acolher pensadores, escritores, artistas, políticos e, também, de fugidos à guerra, à fome e às calamidades.

Neste «Dia Mundial dos Refugiados» (20 de Junho) a todos envolvemos no mais generoso e democrático amplexo da nossa compreensão, do nosso respeito e da nossa amizade".

In: http://www.regiao-sul.pt/noticia.php?refnoticia=85259

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Dia 19 de Junho. Reunião de Assembleia Geral



Dia 19 de Junho. Reunião de Assembleia Geral pelas 21 horas na Sede da Casa do Povo.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Campeonato Nacional de Atrelagem

No passado dia 14 de Junho pelas 15.30h, teve lugar no Campo de Futebol, Ataíde de Oliveira o encerramento das festas da Casa do Povo da Luz de Tavira com o Campeonato Nacional de Atrelagem, seguem-se as fotos....










segunda-feira, 15 de junho de 2009

Assembleia Geral

15 de Junho de 2009 - Assembleia Geral

quarta-feira, 10 de junho de 2009

De 9 a 14 de Junho, "Luz Viva 2009" - Cartaz das Actividades


14 de Junho, Campeonato Nacional de Atrelagem



No dia 14 de Junho pelas 15.30h, terá lugar no Campo de Futebol, Ataíde de Oliveira o encerramento das festas da Casa do Povo da Luz de Tavira com o Campeonato Nacional de Atrelagem.

Não perca.
Esperamos por si, não falte!!

13 de Junho, Limpeza da Ria Formosa




No dia 13 de Junho, Dia de Santo António, pelas 9.00h a Casa do Povo em colaboração com a Junta de Freguesia e outras entidades que se associaram ao evento, promove a 4ª limpeza da Ria Formosa, contribuindo assim para a preservação do ambiente.

Pelas 22.00h haverá no Campo de Futebol, Ataíde de Oliveira um Desfile Equestre com a actuação dos seguintes artistas:
Fadista Inês Graça, grupo de Ballet e danças de salão da Sociedade Recreativa Musical Luzense, Rancho Folclórico da Luz de Tavira e Grupo dos Amigos da Luz.

12 de Junho, Exposição de Artesanato



Pelas 20 horas no Largo Ataíde de Oliveira, será inaugurada a Exposição de Artesanato e iguarias da região.

À Noite terá lugar um Concerto de Bandas: HEXÁGONO, NO GUNS, NO ROSES e FIO DENTAL.

11 de Junho, Passeio Equestre



No dia 11 de Junho, a Casa do Povo promove um Passeio Equestre, pelas 10 horas no Largo da República à noite terá lugar um baile com Jorge Miguel e por volta da meia noite a apresentação da Tuna da Luz de Tavira.

Os lucros revertem a favor desta Instituição - A Casa do Povo de Luz de Tavira.

10 de Junho, Baile



No dia 10 de Junho, a Casa do Povo promove no Largo da República um Baile de angariação de fundos para esta Instituição.

O baile será apresentado por Jorge Miguel e haverá um momento de fados com Sara Gonçalves, uma jovem fadista da região.

9 de Junho, Concerto de Bandas



Dia 9 de Junho pelas 22 horas haverá um Concerto de Bandas no Largo da República da Luz de Tavira.

O Concerto contará com as bandas: SUPERBOC GREENDAY e MISS CATHERINE.

30 de Maio - Festa da Primavera na Casa do Povo









23 de Maio, Tarde de Fados na Casa do Povo